Projeto de Reformulação e Expansão dos Grupos de Apoio para Pacientes com Dermatite Atópica no Brasil

Projeto de Reformulação e Expansão dos Grupos de Apoio para Pacientes com Dermatite Atópica no Brasil

Este blog discute o projeto da AADA que visa expandir e melhorar os grupos de apoio para pacientes com dermatite atópica no Brasil.

A dermatite atópica (DA) é uma doença crônica da pele que pode impactar significativamente a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares. Tratar a dermatite atópica de maneira eficaz requer um esforço colaborativo envolvendo pacientes, cuidadores e profissionais de saúde.

Os grupos de apoio são reuniões para pacientes e familiares, com a presença de profissionais da área da saúde, e representam um importante complemento ao tratamento da dermatite atópica. As principais diretrizes e consensos médicos atuais de tratamento da DA recomendam a participação em programas educativos, dentre os quais se encontram os grupos de apoio.

Os objetivos dos grupos de apoio são:

  • Aproximar os pacientes de outras pessoas com o mesmo problema, criando um ambiente de compreensão mútua e facilitador da troca de experiências;
  • Ser uma fonte de informação técnica e confiável sobre a doença;
  • Melhorar a relação com os profissionais da saúde;
  • Melhorar a adesão ao tratamento;
  • Estimular o autoconhecimento.

Projeto de Reformulação e Expansão dos Grupos de Apoio no Brasil

O primeiro grupo de apoio para pacientes com dermatite atópica foi criado em 1990 na Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Desde então, inúmeros grupos foram criados em outras instituições pelo Brasil. O país já se destaca no mundo em termos de projetos educativos para pacientes com dermatite atópica. Atualmente existem 9 grupos de apoio para pacientes com dermatite atópica em atividade no país.

No entanto, existem inúmeras necessidades para a manutenção e expansão dos grupos de apoio no Brasil: melhorar a divulgação dos grupos para pacientes e profissionais da saúde, melhorar a capacitação dos profissionais envolvidos na condução dos grupos, identificar locais e horários que sejam convenientes para a maioria dos participantes, estimular atividades que incentivem a frequência nos grupos, entre outras.

O principal objetivo deste projeto será melhorar e expandir o número de Grupos de Apoio para pacientes com DA no Brasil, capacitando os profissionais de saúde com as habilidades e os recursos necessários para organizar e conduzir esses grupos de forma eficaz.

PUBLICO ALVO

Pacientes com DA e suas Famílias: Indivíduos diretamente afetados pela DA e seus cuidadores.

Médicos: Dermatologistas, alergistas e pediatras que tratam pacientes com DA.

Profissionais de Saúde de Apoio: Psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais que fornecem cuidados e apoio adicionais.

METODOLOGIA

Pesquisa e Entrevistas: Realizar pesquisas e entrevistas aprofundadas para avaliar os Grupos de Apoio atuais e identificar áreas de melhoria.

Melhores Práticas: Investigar e incorporar melhores práticas e métodos inovadores de Grupos de Apoio bem-sucedidos existentes.

Workshops de Design Thinking: Envolver pacientes, famílias e profissionais de saúde em workshops para criar e desenvolver novas estratégias e materiais de engajamento.

Este projeto será um passo significativo em direção a um melhor tratamento da dermatite atópica através da expansão e melhoria dos Grupos de Apoio. Capacitando os profissionais de saúde e aproveitando técnicas inovadoras, ele oferecerá um modelo sustentável de suporte ao paciente e integração de cuidados em todo o Brasil. Os resultados positivos desta iniciativa beneficiarão não apenas os pacientes com DA, mas também servirão como um modelo para outras condições crônicas, demonstrando o poder do cuidado colaborativo e centrado no paciente.

Para mais informações sobre o projeto, escreva para [email protected]